Escolha uma Página

Vamos falar sobre técnicas básicas, mas que funcionam muito bem para você vender como afiliado. Eu vou mostrar exemplos práticos de afiliados que estão usando essas técnicas que vou abordar, o que é importante, porque aprendemos muito mais quando vemos as coisas sendo aplicadas na prática.

  • Youtube

Começamos com o exemplo do canal da Simone, que está no nicho de confeitaria: chocolates artesanais, trufas, essas coisas. Ela criou um canal onde ela dá dicas sobre esse assunto. Então, ao acessar o canal dela você vai encontrar vídeos como: “12 dicas de como fazer um bolo caseiro”, “10 dicas para fazer um bolo”, “22 dicas para cobrir um bolo com pasta americana”. Nesses vídeos ela dá as dicas propostas e promove um produto como afiliado. Seguindo essa estratégia, ela está faturando quase 10 mil reais, utilizando essa estratégia do Youtube. Ela usa um blog também para ajudar, mas a ferramenta principal é o Youtube. O que ela faz, então? Cria vídeos de conteúdo, as pessoas que estão interessadas nesse assunto encontram esses vídeos, que são vídeos com conteúdo voltados para o público que ela que atingir, e aí nesses vídeos ela recomenda algum afiliado.

Sempre entregar algum conteúdo e, depois, recomendar. Ninguém vai assistir a um canal que só passa propaganda, portanto esse é o formato para se utilizar o Youtube e fazer vendas como afiliado. Sempre entregar o valor primeiro, para depois pedir algo em troca. Você pode fazer uma chamada de ação, seja no início ou no final do vídeo, ou nos dois; deixar o link de afiliado espalhado pelo seu vídeo e na descrição também, inserir anotações sobre o vídeo em “encartes”.

  • Blogs

Como exemplo, nós temos o blog da Luana Franco, que usa o blog para vender como afiliado; no caso, um blog de marketing digital. Para utilizar o blog, é recomendável que você entenda do assunto com o qual esta trabalhando, mas não é obrigatório, uma vez que hoje em dia nós temos redatores, sendo possível comprar artigos prontos para serem inseridos (por exemplo, no workana.com).

Eu mesmo possuo um blog sobre musculação e não entendo muito sobre o assunto, mas eu compro os artigos e insiro lá, e o blog está indo muito bem, crescendo cada dia mais. O valor desses artigos varia bastante, desde R$10 a R$100, depende do tamanho do artigo, da experiência do redator, mas com uma média de R$15 já é possível encontrar artigos bem legais para serem colocados nos blogs.

O que você deve fazer é criar artigos com conteúdos que as pessoas já estejam buscando, ou seja, criar textos com termos que as pessoas já queiram saber (não inventar nada aqui). Como se faz isso? Você pode usar, por exemplo, o planejador de palavras-chave do Google. Ao inserir uma palavra lá, ele gera ideias relacionadas ao que as pessoas estão buscando sobre aquele assunto. Por exemplo, você digita no Google “como emagrecer?” e o Google vai te dizer que as pessoas que procuram sobre emagrecimento também procuram sobre dietas, dieta paleo, etc.

Planejador de Palavras-Chave

Para acessar o planejador de palavras é bem fácil, basta buscar por ‘ferramenta de palavras-chave’ e encontrar o link do Google. Você insere um termo geral do seu nicho e ele vai te dar um monte de ideias para você criar artigos para o seu blog. Ao inserir o texto no blog você pode colocar imagens ou links para o usuário conhecer o afiliado durante o artigo, e principalmente, no final do artigo você pode criar uma chamada para ação para ele conhecer algum produto.

Outra coisa que você pode fazer também, é colocar banners nas laterais, e seguindo a mesma ideia do Youtube, colocar coisas que são relacionadas com o assunto que vocês está tratando no seu blog: se seu blog é sobre emagrecimento, promova produtos para emagrecimento, por exemplo. Mais uma vez, os links podem estar no início, no final, no meio. Você pode usar também pop-ups, aquelas janelinhas que aparecem na tela, que são bem legais. Os blogs são ótimos porque são encontrados pelas ferramentas de busca, então a pessoa encontra aquilo que ela esta interessada, lê um artigo, e as chances de ela comprar um produto que esteja sendo vendido ao final, são bem grandes.

  • Mini sites

Funcionam muito bem e têm crescido bastante, porque são muito focados em divulgar um produto. Um exemplo bem simples para entender é o do Formula. Os mini sites são criados quando alguém busca um termo no Google e ele cai direto no mini site, por exemplo, “formula negocio online funciona?”, daí vai aparecer o site ali, mas vai aparecer também o site de um afiliado que é o mini site. Ele vai ter 1, 2 ou 3 páginas apenas.

Basicamente, o que tem nesse mini site são artigos de conversão, que são textos que contam a história de uma pessoa eu teve sucesso com aquele produto e mostra os benefícios do produto, mostra que tem garantia, mostra como comprar, mostra que tem bônus, e coloca links e botões para a pessoa comprar, que são links de afiliados e acabam se convertendo em vendas.

Isso funciona muito bem, porque as pessoas que acessam o mini site já estão muito dispostas a comprar, já estão buscando pelo nome do produto ou por uma palavra-chave bem relacionada. Ele é bem fácil de fazer e bem tranquilo de trabalhar: o que você tem que fazer é criar um artigo de conversão onde você conta a história de uma pessoa que teve sucesso com aquele produto, falar dos benefícios, de como comprar, de bônus, de garantia e, ao final, colocar seu link de afiliado para a pessoa clicar.

  • E-books

Como utilizar um ebook? Você deve criar um ebook de acordo com um conteúdo que seu público já tenha interesse, com alguma informação, algum valor para ele, de forma que ele queira pegar esse ebook para si. Não é necessário que seja grande, 5, 10 ou 15 páginas já esta ótimo! E no meio do conteúdo do ebook, você coloca links, no início, no final, no rodapé em todas as páginas, para a pessoa conhecer algum afiliado.

Pode também colocar depoimentos de pessoas no texto, trabalhando com linkagem para que a pessoa possa comprar aquele produto. Depois, você deve distribuir esse ebook, o que pode ser feito de muitas formas: através das mídias sociais, do próprio Youtube, divulgar em páginas de download, colocar em páginas de captura (onde você pega o email da pessoa e ela ganha o ebook em troca – que é uma outra dica para vender).

Mas o fato é: quando seu ebook realmente é bom, a pessoa que faz o download e vai tê-lo no computador dela, pode clicar em um dos links hoje, ou daqui a 1 semana, daqui a 1 mês, e quando clicar, comprar aquilo que você está divulgando. Outra vantagem é que quando o ebook é bom, as pessoas tendem a compartilhá-lo também, entre amigos, ou pelo botão da página de download, então ele acaba virando um ebook viral. Portanto, trabalhar com ebook e colocar links dentro dele é muito bom! Como é possível traçar a origem das vendas, comprovo que são altas as vendas através dos meus próprios ebooks, quanto as dos ebooks dos meus afiliados, ou seja, é uma ferramenta muito boa.

  • Redes Sociais

Um exemplo é a página “Artesanato Passo a Passo Já”, no Facebook, onde eles compartilham posts sobre artesanato. Em determinado post, há o texto: “Imagine você trabalhando com o que ama e ainda tendo a possibilidade de lucrar R$3.000,00 por mês com as Guirlandas! Quer saber como? Clique aqui: link”. Ao clicar, você é direcionado para um afiliado de vendas, e se a pessoa que clicou realizar a compra, a página vai ganhar uma comissão (geralmente 50% de comissão).

Outra possibilidade no Facebook é criar uma fan page, que é gratuita, e começar a compartilhar fotos, frases, vídeos, do assunto que você quer promover como afiliado.

Outra possibilidade ainda é utilizar os vídeos gravados no Youtube (primeira dica dada) e compartilhar no Facebook também. Quando você coloca um vídeo, o facebook tende a mostrar para mais pessoas, o que é muito bom!

Algo um pouco mais avançado é fazer lives no Facebook, que têm um alcance muito grande. São transmissões ao vivo no Facebook, onde você pode dar uma dica e depois promover uma coisa como afiliado, e você provavelmente vai ter um resultado bem legal, poque o Facebook mostra para muito mais pessoas as transmissões ao vivo. Mas, imagens ou vídeos com textos em cima promovendo alguma coisa como afiliados, já funcionam muito bem! É interessante copiar o texto, e colá-lo também nos comentários para que esteja sempre à vista.

É possível também integrar outras mídias, como o Instagram (apesar de não aceitar links) ou o Tweeter.

Essas foram as 5 formas de vender como afiliado. As 5 funcionam muito bem! Eu sei que funcionam, porque eu as uso, e, como tenho muitos afiliados que promovem os meus produtos, eu sei que funcionam porque eu vejo as vendas que eles fazem.

 

Erros mais comuns que novos afiliados comentem:

– A pressa! As pessoas já querem começar online hoje e amanhã, começar a ganhar dinheiro. Não é assim. Como qualquer outro negócio, este também requer paciência, esforço, e trabalho por certo período, para daí começar a ver os resultados. Não é do dia para a noite.

– Visualizações: os vídeos do Youtube, para vender, precisam de pessoas, de visualizações!

– Não apenas vender, mas também entregar bastante conteúdo. Quando você só vende, as pessoas passam a te ignoram. É a mesma coisa de quando você esta vendo TV e começa o comercial, você sabe que ali vão passar apenas comerciais, e o que faz? Troca de canal, certo? Aqui é a mesma coisa.

– Nicho em relação a produto: o produto anunciado deve ter relação com o seu assunto abordado.

– Utilize Hotmart, Eduzz e Monetizze bem (são as plataformas que temos hoje para escolher produtos digitais para promover como afiliados). Escolha produtos que vendem!  Com uma boa página de vendas, bons vídeos, boas imagens, bons textos, etc.